quinta-feira, 19 de novembro de 2015

É hexa! Corinthians empata com o Vasco em São Januário e é campeão brasileiro




  É hexacampeão! Foi até com ares de sofrimento, do jeito que o torcedor gosta. Mas, no fim das contas, o Corinthians faturou nesta quinta-feira o sexto Campeonato Brasileiro de sua história, após empate por 1 a 1 contra o Vasco da Gama, em São Januário. Love fez o gol do título no fim da partida e decretou a conquista com quatro rodadas de antecedência.


O hexacampeonato veio após a torcida corintiana acompanhar atentamente ao confronto entre atleticanos e são-paulinos, que teve a equipe mineira à frente do placar em duas oportunidades, ambas com reações tricolores que davam - e deram - o título ao arquirrival.
Enquanto isso, uma partida sonolenta em São Januário contribuía para dar ao Corinthians o caneco com quatro rodadas antes do fim do torneio. Júlio César ainda fez o gol cruzmaltino, mesmo com Rodrigo expulso pouco antes, mas Vagner Love deixou tudo igual no fim e enlouqueceu a comemoração pelo hexacampeonato.
O título coroa uma campanha impecável do clube do Parque São Jorge, comandado desde o começo por um renovado técnico Tite.
De volta após um ano sabático, o treinador soube montar uma equipe rápida e renascida depois dos tropeços no Paulistão e na Copa Libertadores. Após um começo ruim no Brasileirão, Tite deu a volta por cima, mexeu com o brio de um elenco que conviveu durante toda a temporada com atrasos salariais e foi o principal personagem do título corintiano.
A conquista, contudo, ainda teve outros protagonistas, estes dentro de campo. Os meias Jadson e Renato Augusto, que deram a volta por cima e foram o coração do meio alvinegro, o polivalente Elias, o artilheiro Vagner Love, o xerife Gil e muitos outros, agora heróis do sexto troféu brasileiro do Corinthians.
O Vasco, por sua vez, alcançou 34 pontos e ficou em situação ainda mais delicada na competição após os resultados da 35ª rodada.
O time cruzmaltino segue na penúltima colocação, agora a quatro pontos do primeiro clube fora da zona do rebaixamento, o Avaí, que tem 38. No domingo, o clube carioca encara o Joinville, fora de casa.

O jogo em São Januário

Apesar da presença do quarteto titular que retornou da seleção, com Cássio, Gil, Elias e Renato Augusto, o Corinthians começou mal a partida.
Diferentemente do que acontece na maioria das partidas, o time paulista errou muitos passes e teve atuação apática ao longo da etapa inicial.
O Vasco só não conseguiu aproveitar os espaços deixados pelo Corinthians por conta da limitação técnica de seu elenco, que faz uma das piores campanhas do campeonato.
Apesar de ter sido superior no primeiro tempo, o clube cruzmaltino só teve uma grande chance de gol.
Em cobrança de escanteio de Nenê, Cássio saiu mal da meta corintiana, Rodrigo apareceu para cabecear sozinho e mandou por cima, por pouco não abrindo o placar em São Januário.
O Corinthians acordou apenas nos acréscimos da etapa inicial. Jadson cobrou falta com categoria, mas por cima do gol do Vasco.
Depois, em escanteio, a bola passou com perigo por toda a área cruzmaltina.
No segundo tempo, o Corinthians continuou apático, esperando o erro do Vasco. Enquanto isso, o Atlético-MG abria o placar no Morumbi e adiava a festa do hexa alvinegro.
Só que, aos 16 minutos, Rodrigo deu entrada criminosa em Malcom e recebeu o cartão vermelho direto.
Mesmo assim, o Vasco não desanimou. E o Corinthians continuou dormindo. Aos 26 minutos, Julio Cesar tabelou com Nenê pela esquerda, recebeu de volta e bateu na saída de Cássio, por baixo das pernas do goleiro, abrindo o placar em São Januário.
No Morumbi, o São Paulo virava o jogo contra o Atlético-MG e dava o título de forma antecipada ao Corinthians. Assim, em São Januário, a vitória do Vasco estava de bom tamanho para os dois lados.
No entanto, Love mostrou oportunismo e deixou tudo igual, para delírio da torcida paulista que veio até o Rio de Janeiro e não esperava celebrar o título com derrota.
Aos 37 minutos do jogo em São Januário, o banco de reserva corintiano teve a notícia de que acabou 4 a 2 para o São Paulo em cima do Atlético-MG, em resultado que dava o título ao time do Parque São Jorge, independentemente do resultado no Rio.
A partir daí, começou a festa que durou até o apito final.
Campeão em 1990, 98, 99, 2005, 2011 e 2015, o Corinthians é hexa do Brasileirão!