quarta-feira, 4 de novembro de 2015

TITE PODERÁ ASSUMIR A SELEÇÃO ATÉ O FIM DO ANO



   Continua pesado o clima para Dunga na CBF. Além de pelo menos um vice-presidente da confederação considera-lo inadequado para o cargo, há diretor da entidade que o chama de “fraquinho”…
Interlocutores do presidente Marco Polo Del Nero não descartam mudança ainda em 2015. E o nome mais forte mencionado na CBF é o de Tite, virtual campeão brasileiro pelo Corinthians.
Dependendo do que acontecer nos dois próximos jogos pelas eliminatórias, contra Argentina e Peru, especialmente na partida de Buenos Aires, é provável que Dunga não termine o ano como técnico da equipe canarinho.
Em recente encontro com patrocinadores, a direção da CBF, cuja imagem vai de mal a pior, com José Maria Marin extraditado para os Estados Unidos devido a uma série de denúncias de corrupção e Del Nero sem sair do Brasil desde maio, quando seu então vice mais velho foi preso na Suíça, tem sido questionada sobre o desempenho da Seleção.
Quem paga a conta, no caso patrocinadores e parceiros comerciais, está descontente com o mar de lama mas também com as atuações do Brasil, cada vez mais distante do torcedor comum. E a irritação com o trabalho de Dunga é evidente.
A corrente pró-Tite, especialmente depois que ele fez o Corinthians jogar bem não apenas na defesa, mas também no ataque, com contra-ataques mortais, passou a ser grande. E dependendo do andar da carruagem podemos ter mudanças na Seleção antes do que se imagina. O que seria um fato novo, inclusive para tentar tirar o foco das suspeitas de corrupção e da própria CPI do Futebol, que até agora, cá entre nos, não disse a que veio. A conferir.