segunda-feira, 24 de agosto de 2015

CHIMBINHA PEDE PERDÃO A JOELMA: "MUITO TRISTE E ABALADO"

  
Após anunciar a separação, Chimbinha enviou um comunicado à imprensa, nesta segunda-feira (24), para pedir perdão a Joelma e tentar reatar o casamento com a cantora.
O guitarrista também aproveitou a oportunidade para negar que tenha traído a esposa. De acordo com o músico, o divórcio teria sido motivado pelo excesso de trabalho, que o deixou afastado da família.
"Para mim, a minha família vale mais do que tudo na vida. Joelma é uma pessoa do bem, uma mulher linda, inteligente e íntegra. Uma artista de qualidade internacional. Os nossos filhos amados são a nossa razão de viver. Estou muito triste e abalado com tudo isso. A banda Calypso é muito importante, sim, mas o fundamental em minha vida é a minha família, aliás, uma família constituída com muito amor, muita dedicação e respeito ao lado de Joelma", disse.
O artista afirmou que a dupla deveria continuar junta. "Joelma é um ser humano especial, uma pessoa boa, decente e muito espiritualizada. E ela também ama profundamente a nossa família. Creio que a maneira correta que a gente tem para superar essa crise é continuarmos juntos. Já passamos por outras crises, por outras tantas dificuldades, mas ficamos juntos e vencemos.     Aqui, de público, peço perdão a ela e aos nossos filhos por todo e qualquer constrangimento que tenha sido causado por mim ao longo desse nosso tempo de convivência familiar e profissional. Toda vez que estive ausente de casa e da vida dos meus familiares o fiz por conta do meu trabalho.”
Chimbinha ainda declarou que não consegue ficar sem a loira. “Peço até a compreensão dos nossos queridos fãs para falar o que vou dizer agora: a banda Calypso é, sim, muito importante em minha vida, mas seguramente a minha família é ainda muito mais. Não posso e não quero perder a minha família. Não quero viver longe de Joelma, a única mulher que amo verdadeiramente nessa vida, e nem também longe dos meus filhos, as pessoas mais importantes desse mundo para nós dois. Deus vai me ajudar. Deus vai nos ajudar. E, juntos - eu, Joelma e nossos filhos - voltaremos a viver novos e eternos dias felizes.”