domingo, 19 de julho de 2015

Em artigo, Marina defende afastamento de denunciados


  
 
  "Devemos exigir o afastamento dos que ocupam cargos cujos poderes possam interferir nas decisões. Mas desde já precisamos estar atentos contra qualquer tentativa de sabotagem"A ex-senadora critica o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a quem acusa de usar a manipulação da crise para aumentar seu poder.Na avaliação de Marina, o Congresso divide com o governo a responsabilidade pela crise. "Neste momento, deveria predominar entre eles (parlamentares) a consciência de que o Poder Legislativo é maior que seus membros, mesmo aqueles que ocupam cargos de direção", disse.
A candidata do PSB nas eleições de 2014 pede que, "ao menos em nome do bom senso", os denunciados evitem "mexer mais ainda num equilíbrio institucional que já está precário, não usando poderes públicos como navios de guerra onde os litigantes disparam contra os outros". No texto, Marina defende a ação da Polícia Federal, do Ministério Público e da Justiça na Lava Jato e argumenta que o Brasil é capaz de sair do momento atual para outro momento positivo, assim como na crise que culminou no impeachment de Fernando Collor. "O que está em curso no Brasil não é apenas a desconstrução de um sistema político que revela, a cada dia, sua falência. Há também uma lenta construção da democracia e de instituições independentes e fortes, instrumentos de navegação em meio às crises", argumenta.
No texto, a ex-senadora mantém a esperança de que os culpados sejam punidos. "Se temos que respeitar as instituições que eles, infelizmente, dirigem tão mal, e respeitar a população que lhes confiou seu voto, temos também que manter viva nossa esperança de que a Justiça será feita e os erros serão punidos", escreveu. 

sexta-feira, 17 de julho de 2015

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Em plena crise política, por onde anda Marina Silva?

  No momento em que o país passa por uma escalada da crise política, muitos se perguntam por onde anda Marina Silva, a candidata de 22,176 milhões de eleitores na eleição presidencial de 2014.
A resposta é: na Colômbia, para uma viagem de cerca de dez dias, onde, segundo sua conta no Instagram, tem visitado grupos da sociedade civil que atuam em áreas como sustentabilidade, democracia participativa e redução da violência.
A coincidência de sua ausência do país em um momento de intensificação do desgaste do governo Dilma Rousseff e em que novos desdobramentos da operação Lava Jato atingem congressistas, de certa forma reforça o sentimento de que Marina "desapareceu" do cenário político após a acirrada disputa de 2014.

Pai de Neymar diz que recebeu 40 milhões de euros após Barça 'descumprir' acordo

 
Após acusações da DIS, empresa que cobra uma indenização de Neymar pela transferência do jogador do Santos ao Barcelona, Neymar da Silva Santos, pai do atacante, divulgou um comunicado para explicar toda a transação, que começou ainda em 2011.
Com permissão do Santos, após a última renovação de contrato com o time alvinegro, o pai de Neymar, por meio da empresa NN Consultoria passou a negociar com clubes europeus pelo direito, segundo ele, de ‘free agent' do jogador, que estaria sem contrato após a Copa do Mundo. Em novembro de 2011, jogador e Barcelona acertaram as transferência. Caso alguma parte desfizesse o negócio, haveria uma multa de 40 milhões de euros (cerca de R$ 140 milhões) .
Como o Barcelona optou por contratar o atacante um ano antes, isto é, em maio de 2013, houve, sempre no entendimento do pai do atacante, um descumprimento do contrato, e por isso a empresa do pai do jogador recebeu essa quantia de 40 milhões de euros.
Documento em que Santos autoriza pai de Neymar a negociar o futuro do jogador© Reprodução Documento em que Santos autoriza pai de Neymar a negociar o futuro do jogador
"Realmente recebi, porque devido, do F.C. Barcelona a indenização por descumprimento do contrato. Tenho certeza que se fosse do outro lado, com o meu descumprimento, o F.C. Barcelona me cobraria também, como já externado. Nesse ponto, aliás, tem que ficar muito claro que o Santos F.C., DIS e Teisa não eram parte do contrato (e nem deveriam ser) e, portanto, não participariam em conjunto com a NN Consultoria do prejuízo. Isto é, não pagariam solidariamente a multa de EUR 40.000.000,00, como também não participam, agora, dos resultados da operação," dizia o comunicado de Neymar da Silva Santos.
Na venda dos direitos federativos do jogador (17 milhões de euros), entretanto, o pai do jogador diz que nem ele nem o filho receberam qualquer quantia. O valor da transferência foi dividido entre Santos, DIS e Teisa. Por contrato, contudo, o atleta deveria receberia 10% desta transação, mas o clube ainda não fez este pagamento. "Oportunamente estes valores serão cobrados", afirmou o pai do jogador.
  Sobre a DIS, empresa que comprou partes dos direitos do atleta quando ele ainda era do Santos e agora quer desqualificar a transação com o Barcelona por meio de uma ação penal na Espanha, Neymar da Silva Santos também afirmou que entrará na justiça para ‘combater estas inverdades'.
"Pretende a DIS de forma midiática, com convocações pirotécnicas de conferências de imprensa como a de ontem, nada mais do que tentar desqualificar o contrato entre minha empresa e o F.C. Barcelona, com o intuito único de receber, como um mau perdedor (ou ganhador?), mais dinheiro do que já receberam, agora tentando alcançar negócios fora do que tinham direito e do que assinaram. não hesitarei e, sem dúvida, oportunamente dedicarei parte do meu tempo a, em foro e procedimentos apropriados, combater e buscar reparações contra as injustas acusações motivadas pela pura e simples ganância dessa citada empresa."

Inquérito vai investigar suposto tráfico de influência de Lula

  Foi aberto um inquérito para investigar o suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para favorecer a construtora Odebrecht, uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato.
Após uma apuração preliminar, a Procuradoria da República no Distrito Federal abriu um inquérito para identificaram indícios suficientes para investigar o petista.
O MPF do Distrito Federal solicitou o compartilhamento de provas da Lava Jato para incluir na investigação criminal envolvendo Lula. O núcleo de combate à corrupção é o responsável pela apuração do petista.
O G1 entrou em contato com a assessoria do Instituto Lula que informou que o ex-presidente não irá se manifestar sobre a abertura do inquérito.
A revista Época revelou, em maio, que o Ministério Público Federal no DF estava investigando o ex-presidente da República. Na ocasião, a reportagem reproduziu o pedido de apuração preliminar que citou "supostas vantagens econômicas" obtidas, direta ou indiretamente, por parte de Lula da Odebrecht entre 2011 a 2014.

 

POLITICA: Câmara retoma mandato de quatro anos para deputados

  
   A Câmara aprovou nesta quarta-feira o destaque do DEM à proposta da reforma política e retirou do texto o mandato de cinco anos para deputados federais, estaduais e distritais, prefeitos, vereadores e senadores proposto pelo texto de primeiro turno. A proposta não obteve 308 votos necessários para mantê-lo na redação final. No total, foram 294 votos a favor dos cinco anos e 154 contra. Com isso, permanece o tempo atual dos mandatos.
Com a rejeição do novo tempo de mandato, caem ainda os mandatos de quatro anos nas eleições seguintes e o de nove anos para senador, ambos criados para fazer a transição que resultaria na coincidência de eleições gerais.
Na semana passada, os deputados aprovaram o texto-base da PEC da reforma política em segundo turno e analisam agora os destaques supressivos apresentados à matéria.
Está em análise também o destaque do PMDB que exclui o mandato de cinco anos para governador e presidente da República, além da mudança da data de posse dos governadores e do presidente de 1º de janeiro para 4 e 5 de janeiro do ano seguinte ao das eleições, respectivamente.

 

quarta-feira, 15 de julho de 2015

SELEÇÃO FEMININA GANHA POR 7 A 1 DO EQUADOR

Se a atacante Cristiane estava devendo gols na seleção brasileira, não está mais. Nesta quarta-feira, no segundo jogo do grupo B do torneio de futebol feminino do Pan de Toronto, a artilheira marcou cinco vezes e liderou o Brasil na goleada de 7 a 1 sobre o Equador.
O detalhe é que quatro dos cinco tentos da artilheira foram marcados em jogadas aéreas. Os outros gols da seleção brasileira saíram nos pés de Mônica e Maurine. Com o resultado, a seleção brasileira, que havia vencido a Costa Rica na estreia, chega a seis pontos e praticamente garante a vaga nas semifinais do Pan.
O time de Vadão depende do resultado jogo entre Canadá e Costa Rica, que também acontece nessa quarta, para entrar na disputa por medalha. Se as donas da casa vencerem, o Brasil está na semi. Em caso de vitória das visitantes, a seleção precisará apenas de um empate na rodada final contra o Canadá para não depender do saldo de gols.

Presidente do DIS diz que Barça mentiu e 'se sente traído' por Neymar

O DIS voltou a mostrar se descontentamento com a transferência de Neymar para o Barcelona. Em entrevista coletiva em Madri, nesta quarta-feira, o presidente do grupo de investidores, Roberto Moreno, disse que “se sente traído” pelo craque do Barça. Moreno também não poupou o time espanhol. Segundo ele, o clube e seu presidente Josep Maria Bartomeu mentiram.
O presidente do DIS e os advogados do grupo acusam Barcelona e Santos de "tornar vulneráveis os direitos federativos" de Neymar. Com o Barça perto de novas eleições presidenciais, José Barral, presidente do grupo Sonda (ligado ao DIS), espera que o novo mandatário resolva o problema.
- Não me importa quem ganhará as eleições (para presidência do Barça). Apenas que paguem o que nos devem – disse José Barral.
O DIS era dono de 40% dos direitos do atacante brasileiro até a sua saída do Santos. Na transação, o grupo recebeu 6,8 milhões de euros (R$ 23,5 milhões), já que o Santos anunciou ter recebido 17,1 milhões de euros (aproximadamente R$ 59,2 milhões) pela venda de Neymar para o Barça. Porém, conforme contrato detalhado pelo Barcelona, o verdadeiro valor no negócio é de quase 100 milhões de euros (aproximadamente R$ 360 milhões).

PMDB confirma que terá candidato próprio à Presidência em 2018

Segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), o PMDB tem uma aliança com o PT "estratégica e circunstancial", que deveria ocorrer em torno de um programa.
"Mas o PMDB desde logo está deixando claro, absolutamente claro que vai ter um projeto de poder, que vai ter um candidato competitivo à Presidência da República", disse ao ser perguntado sobre uma candidatura própria do partido em 2018.
O PMDB é o maior partido da base aliada da presidente Dilma Rousseff, uma aliança que vem se desgastando.
O partido tem, além de Renan na presidência do Senado, Eduardo Cunha (RJ) no comando da Câmara dos Deputados.
O governo Dilma tem sofrido derrotas em votações no Congresso, mesmo depois de a presidente decidir escalar Temer para comandar a articulação política com o Parlamento.
A relação entre PT e PMDB, os dois maiores partidos da coalizão governista, tem sido desgastada em meio às dificuldades políticas do governo no Congresso, à fragilidade da economia e à baixa popularidade de Dilma. São comuns as críticas públicas de Cunha ao PT e de Renan ao governo.
Além da vice-presidência e o comando da articulação política, o PMDB comanda seis ministérios no governo Dilma --Agricultura, Minas e Energia, Turismo, Portos, Aviação Civil e Pesca.

LULA DIZ QUE CRISE SÓ VAI PIORAR

Preocupado com os efeitos da Operação Lava Jato sobre o governo, que já enfrenta grave crise política, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu ontem com a presidente Dilma Rousseff e ministros, no Palácio da Alvorada, para montar a estratégia de reação. No diagnóstico de Lula, o estrago foi grande com as buscas e apreensões realizadas em casas de políticos da base aliada, como o senador Fernando Collor (PTB-AL), e o cenário previsto é de mais dificuldades.
"Preparem-se porque as coisas vão ficar piores", afirmou o ex-presidente, segundo relatos obtidos pelo Estado. O encontro começou por volta de meio-dia, com um almoço, e terminou às 16h30. Lula estava furioso com a forma como a Polícia Federal vem agindo e disse a Dilma que ela precisa sair logo dessa agenda negativa.
"Você não tem que ficar falando de Lava Jato", esbravejou Lula, de acordo com dois participantes da reunião no Alvorada. "Você tem que governar, ir para a rua, conversar com o povo, divulgar os seus programas. Não pode ficar só nessa agenda de Lava Jato e ajuste fiscal."
Antes de se reunir com Dilma, Lula esteve com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Pediu a ele que insista em divulgar as medidas para a etapa seguinte ao ajuste porque, na sua avaliação, o governo deve "vender" esperança. Para o ex-presidente, a aprovação de Dilma e mesmo a dele desmoronaram muito mais por problemas na economia do que por denúncias de corrupção na Petrobrás.
Lula disse a Levy que o governo ainda erra na comunicação. "O ajuste fiscal não pode ser apresentado como um fim em si mesmo", insistiu. "O que nós temos que mostrar para as pessoas é onde queremos chegar."
 

quarta-feira, 8 de julho de 2015

LOCALIZADO SUSPEITO DE AGREDIR MAJÚ COM COMENTÁRIOS PRECONCEITUOSOS




A Polícia Civil em São Paulo identificou e localizou um dos supeitos de ter feito comentários ofensivos e preconceituosos em uma rede social contra a jornalista Maria Júlia Coutinho, repórter do tempo do Jornal Nacional (TV Globo). O suspeito tem 15 anos.
Na quinta-feira, 2, na página oficial do telejornal no Facebook, usuários escreveram posts pejorativos sobre a cor da pele da jornalista, conhecida como Maju, em uma publicação que continha a foto dela com a previsão do tempo para o dia seguinte.
O menor, que mora em Carapicuíba, na Grande São Paulo, foi localizado na segunda e levado à delegacia para ser ouvido.
Para chegar ao suspeito, os policiais rastrearam as imagens com as mensagens ofensivas e fizeram buscas nas redes sociais para identificar as páginas dos envolvidos. A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), do Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), também solicitou dados cadastrais e números de IPs ao Facebook.
O Decradi instaurou inquérito policial para investigar o crime de prática de discriminação ou preconceito de raça. A Secretaria da Segurança Pública informou que a polícia prossegue com as investigações para identificar outros envolvidos.
A pena para quem comete esse tipo de crime é de dois a cinco anos e multa - no caso do adolescente, ele responde por ato infracional, podendo, a critério da Justiça da Infância e da Juventude, responder a alguma medida socioeducativa.

NEGO DO BOREL SE DEFENDE SOBRE BRIGA: RACISMO

Nego do Borel diz que agiu de forma errada ao sair no tapa com um fã. Em entrevista , o funkeiro disse que acabou perdendo a cabeça após ouvir palavras racistas e homofóbicas vindas de um convidado que estava na plateia.
"O preconceito existe, existem pessoas preconceituosas. Entrego nas mãos de Deus e que Deus abençõe essas pessoas", disse o cantor, que ainda está magoado com os xingamentos. "O que eu menos queria naquele momento foi exatamente o que aconteceu. Quem me conhece sabe do meu caráter e sabe também que não sou uma pessoa de briga, nunca fui. Tenho um público infantil e adolescente muito grande e sei que sirvo de inspiração para eles. Eu jamais faltaria com o respeito a qualquer pessoa que fosse. Cheguei até aqui sem pisar em ninguém, mas não consegui segurar ouvindo aquelas palavras horríveis", completou.
Em entrevista ao jornalístico 'Cidade Alerta', da Rede Record, Nego do Borel contou detalhes do que ouviu no palco. "Comecei a ouvir 'macaco' e outras coisas que não quero repetir. Me dá até vontade de chorar. Não queria isso, não sou de briga", disse.
Ele também relatou que foi atingido por pedras de gelo durante sua apresentação. "Eu vi quando um cidadão tacou um gelo no meu olho, com muita força. Eu achei que tivesse tomado um tiro. Aí, perdi o controle. A pedra de gelo pegou no meu dançarino também. A última coisa que eu queria era brigar. Mas sou humano também", finalizou.

segunda-feira, 6 de julho de 2015

ECONOMIA: REFERENDO GREGO E BRASIL, QUAIS SÃO OS REFLEXOS NA NOSSA ECONOMIA

Os efeitos do resultado do referendo grego no Brasil serão poucos e temporários, segundo especialistas. A Grécia tem peso pequeno na economia mundial, e os juros altos no Brasil protegem a economia de uma fuga de capitais.
— O real pode se desvalorizar um pouco, mas a taxa de juros muito elevada compensa a aversão a risco — afirma Luís Afonso Lima, diretor-presidente da Sociedade Brasileira de Estudos de Empresas Transnacionais e Globalização Econômica (Sobeet) e da Mapfre Investimentos.
O ex-diretor do Banco Central e economista da Confederação Nacional do Comércio Carlos Thadeu de Freitas tem a mesma opinião:
— Hoje o Brasil está com taxa de juros enorme. Quem quiser sair do Brasil vai perder uma taxa de juros maravilhosa (13,75% ao ano) e não há risco cambial.
Freitas lembra que o Brasil voltar a ter saldo na balança comercial, há reservas cambiais e o dólar já avançou bastante:
— O efeito no dólar da instabilidade causada pela Grécia já aconteceu.
Algum nervosismo no mercado financeiro pode ser esperado, na opinião do diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getulio Vargas (FGV), Carlos Langoni.
— No Brasil, o efeito será mínimo. A curto prazo, pode haver algum nervosismo na bolsa, mas não vejo impacto nem no dólar.
Se houver um impasse que jogue a Europa numa crise mais profunda, as exportações brasileiras para o bloco podem sofrer, mas a hipótese é pouco considerada por economistas.


 

POLITICA: FERNANDO HENRIQUE DIZ QUE NUNCA SE ROUBOU TANTO NO BRASIL

   O  ex-presidente Fernando Henrique Cardoso  que, na opinião dele, nunca "se roubou tanto neste país", criticando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e as gestões dos PT no Palácio do Planalto.
Lula é conhecido por usar a expressão "nunca antes na história deste país".
"Eu ouvi durante 13 anos alguém que dizia 'nunca como antes'. É verdade, nunca como antes se roubou tanto neste país", disse FHC, em tom irônico.
Segundo o site G1, no evento que teve a participação de Fernando Henrique, os integrantes do PSDB reconduziram o senador Aécio Neves (MG) para mais um mandato de dois anos à frente do partido.
FHC fez um análise sobre os principais movimentos políticos no Brasil e disse que nunca viveu um período político tão conturbado como a governo Dilma Rousseff.
"Cada momento tem suas peculiaridades, mas eu raramente vi momento como este, em que se acumulam crises de vários tipos. Crise econômica, desemprego, ao mesmo tempo, Congresso fragmentado. Um governo que, para se manter, cria ministérios, num sistema que se chama de presidencialismo de coalisão e hoje é de cooptação, compra. Estamos vendo a desmoralização do atual sistema político", disse o ex-presidente.
"Estamos assistindo ao início de um mal-estar social que tem tudo para se agravar. Estamos assistindo à paralisação do Executivo", complementou FHC.
  Isso, todos sabemos, mas falta ação dos políticos deste país, infelizmente se fala muito e se age pouco.

 

domingo, 5 de julho de 2015

OPINIAO REAL


ESPORTES: NOS PÊNALTIS, CHILE BATE A ARGENTINA E É CAMPEÃO DA COPA AMERICA



Foi nervoso. Foi dramático. Foi emocionante. Mas não poderia ser diferente: depois de empatar em 0 a 0 no tempo normal e também na prorrogação, o Chile bateu a Argentina nos pênaltis e conquistou o título da Copa América, neste sábado, no Estádio Nacional, em Santiago. É o primeiro troféu da história do time comandado por Jorge Sampaoli.
Em campo, o Chile não precisou de mais do que dez minutos para afastar de uma vez por todas a sensação que havia de que estava "c... de medo" após o 6 a 1 da Argentina sobre o Paraguai, nas semifinais. Não poderiam estar mais equivocados: os donos da casa deram um vareio nos minutos iniciais e começaram a partida em um ritmo alucinante.
Com 15 minutos, contavam com 70% da posse de bola.Os chilenos garantiram US$ 6,5 milhões (R$ 20,5 milhões) em premiação.

 

sábado, 4 de julho de 2015

DILMA DIZ QUE ESPIONAGEM DOS EUA FOI SUPERADA

A presidenta Dilma disse que espionagem dos EUA foi superada, a declaração veio logo após, visita ao país no início da semana, onde ela fechou alguns acordo comerciais. Não acredito nisso, pois me parece que devido a crise no Brasil o governo do PT resolveu buscar parceria e foi até os EUA, então ela teve que esquecer esta tal espionagem.

FAMILIA DE CRISTIANO ARAÚJO BRIGAM COM EMPRESÁRIO POR BENS MATERIAIS

Após, enterro não demorou muito para começar as brigas entre as partes ligadas com o cantor Cristiano Araújo. A disputa está feia entre o pai do cantor e o empresário do cantor, segundo fonte da família o pai está cuidando de tudo e fechou a casa onde o empresário vivia que também era do Cristiano.
 Não posso deixar de dá minha opinião sobre o assunto, quando estava toda aquela comoção sobre o acidente com o Cristiano Araújo eu dizia a minha mãe: "isso passa quando for a hora de dividir os bens". É  isso que faz o dinheiro na vida das pessoas, cadê as dores daquele pai que chorava, fico eu pensando que a vida deixou de ter valor e passou a ser algo banal.


sexta-feira, 3 de julho de 2015

MARIA JÚLIA COUTINHO SOFRE PRECONCEITO RACISTA EM REDE SOCIAL

A jornalista Maria Júlia Coutinho, do Jornal Nacional sofre preconceito na página do JN no Facebook. Comentários maldosos foram escritos por usuários logo após foto publicada na referida página do jornal.  "Não tenho TV colorida para ficar olhando essa preta, não" ,escreveu um usuário. "Só conseguiu emprego no 'Jornal Nacional' por causa das cotas. Preta imunda", xingou outro.
 O acontecimento gerou uma mobilização no meio artístico e vários famosos deram apoio a moça do tempo do JN, também levou o Ministério Publico do Rio de Janeiro a pedir investigação sobre o ocorrido. Por sua vez William Bonner diz que a Globo tomará providencias e chama internautas de "criminosos".
 Gloria Maria que também já passou por isso deu apoio a colega: " não desista nunca".